Pronto para o Documento de Identidade Digital?

InfoTec - O governo federal lançou em cerimônia oficial na segunda-feira (5), o projeto inicial do DNI – Documento Nacional de Identidade. O documento digital, que funcionará em smartphones e tablets, agrupará diferentes registros civis, como CPF e título de eleitor, além de outras certidões à medida que forem firmados os convênios com os órgãos necessários.

A previsão é que a iniciativa chegue aos cidadãos brasileiros a partir de julho, mas os servidores do TSE – Tribunal Superior Eleitoral, e do Ministério do Planejamento, já podem fazer o download do aplicativo. Para baixar o programa, é necessário ter cadastro biométrico na Justiça Eleitoral.

“Descortina-se com o DNI uma imensa avenida de possibilidades porque a solução que está sendo dada é inteligente, digital, sem burocracia, flexível e adaptável a todos os tipos de serviços”, destacou Dyogo Oliveira, ministro do Planejamento, em nota oficial no site da Agência Brasil.

Durante a cerimônia, também foi assinado um decreto que cria documentação provisória de registro nacional migratório, especificamente para estrangeiros que buscam refúgio no Brasil. Segundo a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, no Brasil, em 2016, cerca de 10 mil refugiados de 82 nacionalidades buscou asilo. Esse número triplicou em 2017, que segundo dados da Polícia Federal, foram registrados 33 mil refugiados.